Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Apontado como modelo de dirigente nos anos 1990, Nuzman é condenado a 30 anos de prisão

Carlos Arthur Nuzman/ COB/Divulgação

Lavagem de dinheiro, evasão de divisas, corrupção e organização criminosa

Maior decepção que tive na vida com um dirigente esportivo. Conheci Carlos Nuzman, pessoalmente, nos Jogos de Atlanta/EUA em 1996, primeira Olimpíada dele como presidente do Comitê Olímpico Brasileiro. Antes, ele tinha arrumado o vôlei nacional, numa ótima gestão à frente da Confederação. Em, Sydney/Austrália, em 2000, ele estava no auge como dirigente, citado como modelo a ser seguido no futebol. Figura simples, gentil com todos, se misturava com atletas, torcedores e jornalistas. Daí a pouco, parece que o sucesso subiu à cabeça e com isso a ganância. Começou agir ao estilo Ricardo Teixeira na CBF: fechado, arrogante, nem aí pra ninguém.

Deu no que deu. Uma pena.

Hoje, vejo manchetes como essa, do Globoesporte.com:

* “Nuzman é condenado a 30 anos de prisão por corrupção passiva e organização criminosa”

Ex-presidente do COB também foi condenado por lavagem de dinheiro e evasão de divisas; ele pode recorrer da decisão em liberdade

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª vara federal criminal do Rio de Janeiro, condenou o ex-presidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil), Carlos Arthur Nuzman a 30 anos,11 meses e oito dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

O processo é resultado da operação Unfair Play, que investigou a compra de votos para a escolha do Rio como sede das Olimpíadas de 2016. Nuzman ainda pode recorrer da decisão em liberdade. A defesa dele disse o juiz o condenou sem provas e que isso será corrigido quando o tribunal julgar o recurso.

Foi o Ministério Público Federal que ofereceu denúncia contra o ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) Carlos Arthur Nuzman, o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, o empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, o ex-diretor de operações do comitê Rio 2016, Leonardo Gryner, os dirigentes senegaleses do atletismo Lamine Diack e seu filho Papa Diack. Por residirem na França e no Senegal, houve desmembramento dos casos dos dirigentes estrangeiros, assim como ocorreu com Reu Arthur, que também reside nos Estados Unidos.

O ex-governador Sérgio Cabral Filho foi condenado a dez anos e oito meses de prisão por corrupção passiva. E Leonardo Gryner a 13 anos e 10 meses de prisão por corrupção passiva e organização criminosa.

Em 2017, agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal prenderam Nuzman e Gryner na Zona Sul do Rio. O ex-presidente do COB é suspeito de intermediar a compra de votos de integrantes do Comitê Olímpíco Internacional (COI) para a eleição do Rio como sede da Olimpíada de 2016. Ele foi preso em casa, no Leblon. Nuzman foi presidente do COB por 22 anos. O esquema de corrupção, segundo os investigadores, tinha a participação do ex-governador Sérgio Cabral. O dinheiro teria vindo do empresário Rei Arthur. Em março de 2017, o jornal francês “Le Monde” denunciou que, três dias antes da escolha da cidade brasileira, houve pagamento de propina a dirigentes do Comitê Olímpico Internacional.

https://ge.globo.com/olimpiadas/noticia/nuzman-e-condenado-a-30-anos-de-prisao-por-corrupcao-passiva-e-organizacao-criminosa.ghtml


Departamento de marketing do Cruzeiro trabalhou bem demais e conseguiu mobilizar a torcida para lotar o Mineirão contra o Náutico

@Cruzeiro: Obrigado! Vocês construíram páginas heróicas e imortais! #DespedidaDoSóbis #ArielCabral200Jogos

Cruzeiro com casa cheia na despedida do Rafael Sóbis, Ariel Cabral, além do fim da Série B 2021, neste jogo de saideira contra o Náutico, último do ano. A despedida do Rafael Sóbis dos gramados e o fim do ciclo do argentino Ariel Cabral na Toca da Raposa e perspectivas de um novo time em 2022 motivaram os torcedores, além dos preços de ingressos bastante convidativos.

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O cruzeirense Luiz Ibirité resumiu bem a história do Sóbis no clube:

* “Chico,

há de se destacar o mkt pessoal do Rafael Sobis, nunca foi um craque aos olhos da maioria, mas sempre foi regular na carreira, por onde passou sempre foi um profissional exemplar por isto será lembrado como um grande jogador, marcou historia, e tomara q corra tudo bem hj a noite onde espero q o torcedor seja o verdadeiro protagonista.”


Preços dos ingressos para Atlético x Fluminense divulgados no site do Galo

Obrigado ao Leonardo Lacerda que enviou os valores dos ingressos publicados pelo site do Atlético:

* Seguem preços corretos (fonte: Galo na Veia): https://galonaveia.atletico.com.br/home

PREÇOS JÁ COM DESCONTOS PARA SÓCIOS:

Laranja Superior / Laranja Inferior / Amarelo Superior / Amarelo Inferior
GNV Preto e GNV Forte e Vingador: R$99,75
GNV Prata: R$128,25
GNV Branco / GNV Clubes: R$142,50
Ingresso Adicional: R$142,50

Vermelho Inferior / Vermelho Superior
GNV Preto e GNV Forte e Vingador: R$159,25
GNV Prata: R$204,75
GNV Branco / GNV Clubes: R$227,50
Ingresso Adicional: R$227,50

Roxo Superior
GNV Preto e GNV Forte e Vingador: R$199,50
GNV Prata: R$256,50
GNV Branco / GNV Clubes: R$285,00
Ingresso Adicional: R$285,00

Roxo Inferior
GNV Preto e GNV Forte e Vingador: R$269,15
GNV Prata: R$346,05
GNV Branco / GNV Clubes: R$384,50
Ingresso Adicional: R$384,50

***

O Pedro Vitor comentou:

* ” . . . mas ainda assim, acho elevado.

No meu plano, o setor laranja, está 128,25, já o vermelho, qque é o que mais me sinto a vontade, é mais alto ainda o valor.

Eu já desisti de ir. Negócio é fazer um churrasquinho com a família e curtir uma piscina neste calor.”

***

E o Raws Miranda emendou:

* “Percebo a estratégia no fato.
“Vamos jogar um balão de ensaio, com preços nas alturas, muito próximo do que serão os da decisão da copa do Brasil, aí virão as críticas, falaremos em equívoco, baixamos os preços, porém com reajuste”. Ou seja aumentaram os preços e a maioria parou de reclamar pois deram um “descontão”. Me ajuda aí diretoria. Sou um dos que entendem que com esse plantel, nós com nossos limites financeiros, não poderemos assistir todos os jogos. Só que, estamos saindo de uma crise histórica, abraçamos a idéia comprando Gnv, camisas e ingressos e a sensibilidade zero?
Muitos compraram o sócio torcedor para ajudar o clube, muitos para comprar ingressos, mas independente do motivo, por atitudes como essa, imagino cancelamentos em quantidade.”


Preços nas alturas geram protestos, no futebol e na comunidade estudantil

A massa do Galo em foto do twitter.com/eusavio

O alto custo do futebol afasta cada dia mais o povão dos estádios. O aumento do custo de vida e a volta da inflação, dificulta dia mais a vida do cidadão em geral.

Torcedores do Atlético estão protestando contra o aumento dos preços dos ingressos para o jogo de domingo contra o Fluminense.

Em Viçosa, estudantes protestam contra o aumento do preço do bandejão, de R$ 1 para R$ 9.

No site da Itatiaia, informações sobre a venda de ingressos de Galo x Flu, que começou ontem:

* “. . . venda de ingressos começa e bilhetes custarão até R$ 1,7 mil”

Por Henrique André

Comercialização está prevista para começar a partir das 18h e a expectativa é de casa cheia no Mineirão

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, com 75 pontos, e cada dia mais perto de levantar o caneco que nem vai para a sede de Lourdes desde 1971, o Atlético se prepara para mais um desafio importante na competição do país e, com preços salgados, inicia a comercialização dos ingressos para o duelo de domingo (28), contra o Fluminense.

Com previsão de iniciar as vendas a partir das 18h desta quarta (24), o alvinegro pode ter renda recorde da temporada no Gigante da Pampulha, caso todos os bilhetes sejam vendidos. Mineiros e cariocas se enfrentam pela 36ª rodada da Série A e a bola rola a partir das 16h (de Brasília).

Itatiaia teve acesso aos valores que serão praticados. Confira:

Roxo Inferior:
Inteira: R$ 1.714,28
GNV Preto e Forte Vingador: R$ 600,00
GNV Prata: R$ 771,43
GNV Branco e Clubes: R$ 857,14
Ingresso adicional: R$ 857,14

Roxo Superior: 
Inteira: R$ 1.285,72
GNV Preto e Forte Vingador: R$ 450,00
GNV Prata:  R$ 578,57
GNV Branco e Clubes: R$ 642,86
Ingresso adicional: R$ 642,86

Vermelho Inferior e Superior: 
Inteira: R$ 1.000,00
GNV Preto e Forte Vingador: R$ 350,00
GNV Prata:  R$ 450,00
GNV Branco e Clubes: R$ 500,00
Ingresso adicional: R$ 500,00

Laranja inferior e Superior:
Inteira: R$ 714,28
GNV Preto e Forte Vingador: R$ 250,00
GNV Prata: R$ 321,43
GNV Branco e Clubes: R$ 357,14
Ingresso adicional: R$ 357,14

Amarelo inferior e Superior:
Inteira: R$ 714,28
GNV Preto e Forte Vingador: R$ 250,00
GNV Prata: R$ 321,43
GNV Branco e Clubes: R$ 357,14
Ingresso adicional: R$ 357,14.

https://www.itatiaia.com.br/noticia/galo-x-flu-venda-de-ingressos-comeca-nesta-quarta-e-bilhetes-custarao-ate-r-17-mil

Palmeiras foi franco atirador, deu muito trabalho, mas o empate ficou de bom tamanho para o Galo

Jogo intenso em São Paulo, com atenção voltada também para Porto Alegre onde o Flamengo chegou a fazer 2 a 0 no Grêmio. O time gaúcho com um jogador expulso no inicio do segundo tempo ainda conseguiu empatar, para a felicidade geral atleticana.

Pensando na final de sábado, da Libertadores, o Palmeiras entrou com tudo, como franco atirador, sem nada a perder. Ainda bem que o Atlético tem um Arana na esquerda, que consegue compensar essa caricatura pálida de jogador de futebol que é o Guga. De novo gol nas costas dele, que além de marcar de longe, toma um drible desconcertante do Wesley, que fez 1 a 0, aos 27 minutos do primeiro tempo. O time manteve a calma e aos 35, Arana e Jair trabalharam pela esquerda, o lateral mandou uma bomba, que o goleiro Jaílson soltou nos pés do Zaracho, que empatou.

Diego Costa conseguia irritar os defensores do Palmeiras, do mesmo jeito que o Deyverson tirava a concentração dos jogadores do Galo. Aos 12 do segundo tempo, a bola pega no braço do Alonso dentro da área. Everson faz uma defesa espetacular da cobrança do pênalti, mas falha absurdamente na sequência. Perde o tempo da bola num corner e o Deyverson faz 2 a 1. Aos 15, Hulk, de novo, num chutaço, de longe, empata. Que jogador este camarada. Que dedicação, que força, que categoria. Outro gol pra ficar na memória de todo atleticano.

O jogo continuou em ritmo acelerado, com muito serviço para as duas defesas. Aos 34, um vacilo que quase valeu o terceiro gol palmeirense. Saída errada da defesa, cruzamento para o Victor Luiz, que dentro da pequena área, chutou para cima. De matar de susto. Impressionante.

Meia hora antes, terminado o jogo na Arena do Grêmio, 2 a 2, o time precisava medir a água com o fubá. Vencer seria ótimo, mas perder seria péssimo e o empate era o melhor negócio. Ficou de muito bom tamanho.


Goiás vence o Guarani em Campinas e garante retorno à Série A. Junta-se ao campeão Botafogo e ao Coritiba. Resta uma vaga

Foto: twitter.com/goiasoficial

Rio de Janeiro, Paraná e agora Goiás, com seus times na Série A 2022. Santa Catarina, Alagoas e São Paulo brigam pela vaga restante.

O Goiás fez um bate-volta na Série B e na noite dessa segunda-feira garantiu o retorno à primeira divisão ao vencer o Guarani, em Campinas. A última vaga será decidida na última rodada, numa briga que envolve o Avaí, atual quarto colocado, 61 pontos; CRB 60, CSA 59 e o próprio Guarani, que também tem 59 pontos.

O Avai recebe o Sampaio Correia, o CRB vai a Ponta Grossa enfrentar o Operário, o CSA recebe o Brasil de Pelotas e o Guarani vai ao Rio pegar o Botafogo.

Mais detalhes da vitória do Goiás, no Uol:

* “Goiás vence o Guarani e garante volta à Série A do Brasileirão”

O Goiás está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Menos de um ano após a queda, o Esmeraldino garantiu o retorno à elite do futebol nacional com uma rodada de antecedência após vitória por 2 a 0 contra o Guarani, na noite de hoje, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP). (mais…)


Razões alvinegras para ter certeza de que todo cuidado é pouco

Ilustração: pt.dreamstime.com

Os atleticanos mais contidos têm toda a razão em não cantar vitória antes que a matemática garanta isso. E Cuca está conseguido manter o espírito guerreiro e pés no chão do time. Contra o Juventude, novamente valeu o talento individual para quebrar um sistema defensivo super eficiente montado pelo técnico Jair Ventura. E o principal concorrente está fazendo a parte dele, como mostrou novamente, contra o Internacional, em pleno Beira Rio e venceu por 2 a 1. O Flamengo tem ótimo time e um banco à altura. Contra o Corinthians, quando parecia que o empate estava garantido, Rodinei dá uma caneta no marcador, faz um cruzamento perfeito e encontra Bruno Henrique na área, que se antecipa ao zagueiro e faz um golaço.

Atlético e Flamengo se equivalem dentro das quatro linhas e o Galo não pode perder essa boa gordura que lhe mantém na liderança, pois fora de campo, não há equivalência. Os cariocas têm mais força, na cartolagem e na mídia nacional e sabem pressionar com competência.

Veja essa análise muito interessante do Carlos Junqueira, que escreveu hoje aqui no blog. É sobre um tipo de pressão que costuma fazer muita diferença, principalmente pra cima da arbitragem: a da mídia.

* “Prezado, Chico Maia, permita-me fazer uma crítica a alguns colegas seus de profissão. Estou indignado com a postura de comentaristas de arbitragem e jornalistas em relação ao pênalti marcado para o Galo no jogo de ontem. Em várias situações semelhantes a favor de times do Rio e São Paulo , todos eles minimizaram dúvidas ao dizer que os lances são interpretativos e o fato do zagueiro tentar o contato( puxão no ombro , camisa , etc) caracterizaria a intenção de fazer falta. Surpreendentemente ontem e hoje estão sendo enfáticos ao dizer que o lance foi de câmera lenta, simulação , etc. Nunca vi o comentarista de arbitragem ser tão enfático ao negar a marcação. Hoje ao ver os sites especializados, o que vejo é pênalti polêmico dá vitória ao Galo, e não um comentário de que um jogo de ataque contra defesa teve um resultado justo a favor do melhor time do campeonato. ( Não o campeão ainda, mas indiscutivelmente o melhor time) . É inacreditável esta postura. Fui ao jogo, vi um juiz irritando o time da casa ao marcar qualquer falta a favor do visitante, deixar a cera começar com dois minutos de jogo, etc. Fora dois lances de possíveis penalidades que não foram sequer avaliados. É um enorme desrespeito com o bom futebol que o Atlético está exercendo este ano. Sinceramente , muito triste isto tudo. Porém não tirará o brilho de uma conquista merecida. Assim espero.”

Carlos Junqueira


Pior que o futebol jogado pelo América, só a arbitragem do veterano Heber Roberto Lopes

O Fluminense não precisou se esforçar demais para fazer 2 a 0 num América irreconhecível. Também a arbitragem foi muito ruim. Por mais impressionante que seja, o catarinense Heber Roberto Lopes ainda está no sofrível quadro de apitadores da CBF.

A jornalista Duda Gonçalves deu o tom do que foi o Coelho nesta noite no Maracanã: @eduardacg_: “Pontos sobre a derrota do @AmericaMG: time desorganizado no 1º tempo. Recuou, não passou do meio de campo. Não criou. Lucas Kal está jogando pelo meio. Como zagueiro, na linha de 3, não funcionou. O Fabrício Daniel se recuperou em 3 dias? (após fala polêmica do treinador?)

O torcedor Renê Perdigão e o repórter Tiago Reis, da Itatiaia, trocaram ideias sobre a arbitragem: @rene_perdigao “… eu nao sei como esse árbitro Heber Roberto Lopes apita serie A…além de muito ruim de serviço é todo atrapalhado”
@thiagoreisbh “Aos 50 anos de idade. Mas a culpa não é dele. A culpa é da péssima comissão de árbitros da CBF que não conseguiu renovar o quadro de árbitro!! #Snsb”
Tiago também reclamou do time: “Sem contar que o time não passou do meio campo no primeiro tempo. Foram os piores 45 minutos iniciais do Coelho neste returno!!! Vejamos se o Marquinhos Santos arruma o time agora… #Snsb”
A torcida americana marcou presença e teve o apoio dos colegas torcedores do América do Rio, que estamparam a bandeira do clube ao lado da do Coelho.

Galo 2 x 0 Juventude. Mais um capítulo da contagem regressiva de todo atleticano mundo afora!

Cada atleticano, de todas as idades, de toda parte do mundo, tem uma história para contar sobre a sua relação do Galo. Uma alegria, uma tristeza, um encontro, um desencontro, enfim…

Quem não se lembra aonde estava e com quem estava na conquista da Libertadores? Não será diferente com cada jogo deste Brasileirão de 2021.

Tive o privilégio de estar em Diamantina, na festa comemorativa do dia 8  de dezembro de 2019, promovida pelo Ailton Bonfim…

… terceiro ano consecutivo, no A Baiúca, e assistindo o jogo na casa do Roosevelt, junto com muita gente boa.

O Domêmico Bhering, grande jornalista, excelente diretor de comunicação do Atlético durante muitos anos, registrou a presença do Rafael Miranda no Mineirão, com uma frase muito feliz e verdadeira:

@domenicobhering

“Rafael Miranda com seu filho, ontem, no Mineirão! Que bacana ver um cara que jogou anos com a camisa do Galo na arquibancada. Entra funcionário, sai torcedor. Fato!”

Mais uma decisão para o Galo hoje, e a viagem na maionese do Ricardo Oliveira

Foto: twitter.com/Atletico

Lembrando frase do saudoso Luiz Carlos Alves, eu fiquei “absurdado” quando li no Superesportes, o ex-centroavante Ricardo Oliveira dizendo que a saída dele do Atlético foi “perseguição” pessoal do Jorge Sampaoli. Que maluquice é esssa, minha gente? O sujeito já em  idade avançada, não jogando nada, teve uma renovação de contrato contestadíssima por quase toda a torcida e ainda não queria largar o osso! Como diria a “madre” superiora, é “phoda”, com “ph”.

Mas, vamos ao jogo de hoje, 19 horas, no Mineirão lotado:

Certamente será um jogo “carne de pescoço”, por todas as circunstâncias. O Juventude sempre dá trabalho e  precisa somar pontos na luta contra o rebaixamento. Está na 15a posição, 39 pontos, três a mais que o Bahia, o primeiro da zona da degola.

O Atlético tem entrado determinado em seus últimos jogos, buscando os três pontos na garra, já que é o adversário de quem todos querem tirar pontos, pois é o líder da disputa. Uns adversários, como o de hoje, brigam para si, no caso, para não ser rebaixado; outros, porque são concorrentes diretos, como o Flamengo e ainda o Palmeiras, e tem aqueles que cumprem tabela, porém, turbinado$ por incentivo$ tão comun$, dos que precisam  que o  Galo perca pontos.

Por isso é que não se pode baixar a guarda. Os times prováveis:

Atlético, de Cuca:
Everson, Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso (Réver) e Arana; Allan, Jair e Zaracho; Keno, Hulk e Diego Costa
 
Juventude, de Jair Ventura:
Douglas, Michel Macedo, Quintero, Rafael Forster e William Matheus; Dawhan, Jadson, Chico e Wescley; Sorriso e Ricardo Bueno

Arbitragem para Luiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Miguel Ribeiro da Costa. VAR:Pericles Bassols Pegado Cortez, todos de São Paulo.

Agora, as sandices do ex-atacante do Galo:

* “Ricardo Oliveira culpa Jorge Sampaoli por saída do Atlético”

Veterano diz que foi dispensado do Galo por ter rejeitado convite do treinador para se transferir para o Santos, em 2019

O atacante Ricardo Oliveiraculpou Jorge Sampaoli pela saída do Atlético em 2020. O centroavante acredita que sofreu retaliação do argentino por não ter se transferido para o Santos um ano antes, a pedido do próprio treinador. “Sampaoli me queria no Santos. Ele falou: ‘briga aí para você vir’. Não posso brigar. Sou profissional. Não posso sair desse jeito. Não fui para o Santos por isso. Ele quis brigar. Quando ele foi para o Atlético, nem me permitiu treinar com o elenco. A palavra profissional tem que ser levada a sério, atingiu um nível diferente”, declarou o jogador de 41 anos, em entrevista ao podcast oficial do Santos.

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

(mais…)


Página 1 de 1.23012345...102030...Última »